Infecção urinária é mais comum do que você imagina. Você já sentiu aquela dorzinha chata acompanhada de ardência ao ir ao banheiro? Isso pode ser sinal da doença que atinge mais de 50% das mulheres. O problema consiste na presença de bactérias que entram pela uretra e chegam até a bexiga, causando infecção.

Segundo a Dra. Erica Mantelli, ginecologista e obstetra pós-graduada em Sexologia pela Universidade de São Paulo (USP), as mulheres são as maiores vítimas da infecção urinária por causa do seu organismo. “As mulheres possuem uma uretra mais curta em média de três a quatro centímetros e também está localizada próxima ao ânus, por conta disso, as mulheres têm maior probabilidade de desenvolver infecções depois da atividade sexual ou ao usar diafragma”, afirma.

 

 

4-dicas-para-evitar-a-infeccao-urinaria-11475135-220-thumb-570.jpg.pagespeed.ce.JVHWVj8lXA

Algumas situações podem aumentar as chances da mulher ter uma infecção urinária como, diabetes, gravidez, retenção urinária, falta de higiene, obstipação intestinal, relação sexual sem preservativo, entre outros. “Uma flora vaginal, com pH ácido, protege a região de bactérias, porém, se há algum desequilíbrio, a mulher fica susceptível a doenças ginecológicas, corrimentos e infecção urinária”, alerta a ginecologista.

Para dar um fim às bactérias que causam todo esse prejuízo, é necessário o uso de antibióticos, porém sempre com orientação médica. “É importante procurar um médico para realizar exames e verificar qual é a bactéria responsável pela infecção. Uma vez medicada, os sintomas desaparecem em cerca de dois dias”, descreve a Dra. Erica Mantelli. Se a infecção voltar, a mulher deve consultar um especialista para que seja avaliado o funcionamento do aparelho urinário da paciente.

 

Alguns hábitos podem afastar a doença, a ginecologista e obstetra Erica Mantelli listou as principais recomendações quando o assunto é prevenir a infecção urinária.

Banhos e higiene

Durante o período menstrual, é importante trocar o absorvente a cada 4 horas. Durante o banho, não utilize nenhum produto que contenha perfumes na área genital e evite os óleos de banho.

Roupas

Evite usar calças muito apertadas, use calcinha de algodão e troque-as pelo menos, uma vez por dia.

Relação Sexual

Esvaziar a bexiga o quanto antes depois da relação sexual para evitar a proliferação de bactérias.

Alimentação

Beba bastante líquido, de dois a quatro litros por dia, consuma sucos naturais e evite tomar álcool ou cafeína em excesso, esses líquidos podem irritar a bexiga.

 

Fonte: Vila Mulher

Write a comment:

*

O seu endereço de email não será publicado

2017 © Copyright - Dra. Erica Mantelli | Ginecologista e Obstetra
CRM-SP 124.315 | RQE 36685

   

Design by formulaideal